Akira | Diretor de Thor: Ragnarok fala sobre adaptação dos mangás

Waititi diz que pretende adaptar o mangá.

O diretor de “Thor: Ragnarok“, Taika Waititi, está trabalhando em uma live-action de Akira. Tanto o mangá quanto o anime de Akira (criado por Katsuhiro Otomo) se passa em uma versão distópica de Tóquio em 2019, chamada de Neo-Tokyo.

Temos como protagonista o líder de uma gangue de motociclistas que estão tentando salvar seu melhor amigo das mãos dos militares, enquanto seu poder telecinético desperta.


A descrição faz a história soar relativamente futurista, mas o plot-twist de ambas as versões contém intrigas políticas, crítica social e drama adolescente.

Kaneda Shotaro

O anime foi um projeto pioneiro, que ajudou a popularizar os animes no ocidente. A Warner Bros vem desenvolvendo um live-action desde 2002, mas está se provando algo muito difícil.

Waititi é o último diretor a mostrar interesse pela direção de Akira, e em recente entrevista com a Dazed Magazine, deu uma pequena atualização sobre o projeto. Ainda não há data para o filme, mas o diretor afirma que está se concentrando em adaptar o mangá, e não o anime:

“Eu realmente não comecei a pensar nisso ainda. O que eu queria fazer era uma adaptação dos livros (mangás), porque muitas pessoas ficam tipo ‘não toque nesse filme (anime)’ e eu estou tipo ‘eu não estou refazendo o filme, eu quero voltar para o livro. ”Muitas pessoas em pânico nem leram os livros, e há seis livros gigantescos para serem lidos. É tão rico. Mas Akira é um dos meus filmes favoritos; minha mãe me levou para ver quando eu tinha 13 anos e mudou minha vida.”

Taika Waititi

Como a adaptação virá do mangá, será necessário simplificar e descartar grandes partes do enredo para contar uma história longa.

Embora qualquer versão live-action homenageie elementos clássicos como a icônica moto de Kaneda – que recentemente fez uma participação especial no filme Jogador Nº1 – a adaptação do mangá original permitiria que Waititi abordasse a história de um novo ângulo.

Uma live-action de Akira era esperada depois de adaptações semelhantes de anime como Ghost In The Shell e Death Note. Ambos os filmes foram criticados por não seguirem a mesma linha dos mangás de origem, e acredita-se que as bilheterias de Ghost In The Shell tenham sido influenciadas pelas críticas. Em um roteiro anterior de Akira, a cidade passaria a se chamar Neo-Manhattan, uma versão de Manhattan que foi comprada pelo Japão quando os Estados Unidos vão à falência.

Isso explicaria o mistura de personagens asiáticos e caucasianos, mas Waititi afirmou em entrevistas anteriores que sua opinião sobre Akira se concentraria em adolescentes asiáticos para os personagens principais. O sucesso de Thor: Ragnarok, sem dúvida, levou a Waititi receber uma série de ofertas para grandes projetos.

Se for mesmo o responsável por adaptar o mangá, o estúdio provavelmente lhe dará a liberdade de fazer o filme com maior liberdade.

About Jean Riediger

Apreciador de cinema, séries e games. Administrador, editor e fundador do site Mega Cinema.

View all posts by Jean Riediger →