Denis Villeneuve fala o que levou a recusar a direção de “Bond 25”

Em conversa com o Screen CrushDenis Villeneuve foi questionado sobre o motivo que o levou a recusar a dirigir Bond 25.

“Olha, eu amaria fazer um filme do 007. Eu acho Daniel Craig um ator fantástico e acho que também gostaria de filmar ele, mas meses atrás, eu cheguei em Duna e me atrelei nele. Eu me comprometi e sou alguém que não recua. Eu me lembro de ter me comprometido com O Homem Duplicado, eles vieram com Os Suspeitos e eu disse: ‘Eu preciso fazer O Homem Duplicado antes’, e tive que adequar ao calendário. Eu fiz a mesma coisa com A Chegada e Blade Runner. Eu fiz Blade Runner e uma das minhas condições era que eu tinha de ter tempo para fazer A Chegada primeiro. Uma vez que me comprometo, eu me comprometo. Quando a Legendary me ofereceu Duna, em um prato de prata, foi meu sonho ali na minha frente. Eu disse sim na hora. Era uma honra fazer ele. Não quer dizer que o filme acontecerá agora, talvez em seis meses – e 007 é uma antigo desejo meu, mas eu não posso estar em dois lugares ao mesmo tempo. É um ano estranho porque eu amaria fazer um 007. Preciso ter foco”.

Os produtores Michael G. Wilson e Barbara Broccoli anunciaram que o próximo 007 foi confirmado oficialmente e chega aos cinemas no dia 8 de novembro de 2019.


O 25º filme da franquia James Bond será escrito por Neal Purvis e Robert Wade, roteiristas de longa data dos filmes anteriores do personagem, incluindo “007 – Cassino Royale“, “Quantum of Solace“, “Skyfall“.

About Jean Riediger

Apreciador de cinema, séries e games. Administrador, editor e fundador do site Mega Cinema.

View all posts by Jean Riediger →